Galrão, C. (1937)

GALRÃO, Carlos (1937). Concelho de Mafra. Imprensa Regional. Comunicação Apresentada ao Congresso Nacional da Imprensa Regionalista.

Autor: GALRÃO, Carlos
Ano de publicação/impressão: 1937
Título completo da obra: Imprensa Regional, Comunicação Apresentada ao Congresso Nacional da Imprensa Regionalista
Tema PRINCIPAL: História do Jornalismo
Local de edição: Mafra
Editora (ou tipografia, caso não exista editora): Tipografia Liberty
Número de páginas: 6

Cota na Biblioteca Nacional e noutras bibliotecas públicas
Cota Biblioteca Pública Municipal do Porto: 56-1-30 (10)
Cota da Biblioteca Nacional: S.C. 11690/ /21 V.


Esboço biográfico sobre o autor

Carlos Galrão nasceu em 21 de Outubro de 1857 na freguesia de Azueira, Livramento, e era filho de Dr. Sabino José Maltês dos Anjos Galrão, que foi médico municipal naquela povoação, e de D. Maria José de Lima Galrão.

Entre 1877 a 1881 frequentou a Academia Politécnica do Porto.

Faleceu em Mafra, no dia 3 de Agosto de 1953, contando 96 anos de idade.


Índice da obra

- História do Jornalismo Mafrense pp.3-4

- Cronologia das Publicações de Jornal de Mafra/Mafrense pp.4-5

- Numeração de Jornais publicados, distinguidos pelo carácter regional e educativo pp.5

- Nomes Prestigiados pelo Jornalismo Mafrense pp.6


Resumo da obra (linhas mestras)

Este livro contém uma comunicação apresentada ao Congresso Nacional da Imprensa Regionalista, em Mafra.

Para o autor, este congresso é de um grande valor para toda a civilização e com ele o Jornalismo regionalista acabará por assumir um novo lugar na sociedade.

O autor revela no texto que a Gazeta do Campo foi o primeiro semanário em Mafra, tendo surgido a 1 de Janeiro de 1866.

Na direcção deste semanário estava Inocêncio de Sousa Duarte, patrocinado por um grupo político de grande peso no concelho. Surgiu, depois, o Jornal Noticioso, Agrícola e Literário, que foi bastante importante para a vila de Mafra, chegando a ser “porta-voz independente”. Após a saída de Mafra do principal redactor do semanário, este acabou e a vila encontrou-se durante vinte anos sem qualquer tipo de publicação.

Carlos Galrão revela, igualmente, que, a 3 de Junho de 1887 nasceu o Jornal de Mafra, sendo o seu redactor e proprietário o Jornalista Francisco Silva. Para Galrão, o jornal citou “curiosidades” devido ao seu sentido de crítica muito activo. Esse sentido crítico levou á publicação de O Mafrense, surgido para combater o Jornal de Mafra. O Mafrense começou a ser publicado a 25 de Dezembro de 1887 e terminou em 1894.

Apesar de envolvido em lutas políticas, O Mafrense não teve muito sucesso. Outra publicação em Mafra foi o Concelho de Mafra, na qual os redactores tentaram conservar o anonimato.

A 1 de Julho de 1896, em consequência dos artigos lidos no Jornal Mafrense, o povo revoltou-se contra a vereação municipal, invadindo, assim, os Paços do Concelho. Tornou-se, deste modo, importante a existência de um semanário que informasse o povo da “justiça das medidas camarárias”. Assim sendo, começou a publicar-se, a 16 de Agosto de 1896, a Folha Mafrense, terminando a sua publicação em Fevereiro de 1898.

Após a Folha de Mafra, seguiram-se outros jornais, que se distinguiram pelo seu “carácter regionalista educativo”.

O Despertar, apesar de muito bem redigido, teve “curta” duração. Em 1920 nasceu o Liberal, contando com a escrita de Aleixo Baptista Ribeiro, poeta mafrense, e com o Doutor Domingos Machado Pereira, na área de textos jurídicos. Este jornal terminou em 1924.

No entanto, ainda muitas mais publicações surgiram, continuando, porém, a ter vida curta. O Concelho de Mafra foi, portanto, a publicação mais duradoura nesta vila. No final do seu texto o autor recorda que a realização do Congresso Nacional da Imprensa Regionalista em Mafra deve-se a Júlio de Amaral, redactor do Concelho de Mafra.

O texto encerra-se com a menção de alguns nomes do Jornalismo Mafrense e ainda com os agradecimentos à Liga Regionalista Portuguesa, impulsionadora do referido congresso, que “ honra a vila de Mafra e afirma perante o país a acção civilizadora do Jornalismo Regional e Local”.


Nome completo do autor da ficha bibliográfica: Daniela Filipa Oliveira Rocha
E-mail: 15581@ufp.pt
Ċ
Jornalismo UFP,
28/05/2010, 14:42